Prémio do meu amigo Marco (Amore Amore)

CERTIFICAT TO YOU LOVELY SPACES

Obrigada meu querido amigo
Marco (Amore Amore)
(http://boyadacup.spaces.live.com/)
Com todo o meu carinho entrego a

**Anna**
(http://pandorapt32.spaces.live.com/)
Mensageiro
(http://profeta92.spaces.live.com/)
Nirvana
(http://nirvanamp.spaces.live.com/)
♥ мαנє ♥
(http://sentimientosmaje1961.spaces.live.com/)
†﹒۰˚· ταηїα۰˚·﹒†
(http://cid-eede0eaef3670971.spaces.live.com/)
Madalena
(http://madalena1970.spaces.live.com/)
Ana Julia
(http://cid-f19cb84a12dd6f15.spaces.live.com/)
giuseppe
(http://ginko1962.spaces.live.com/)
დ є ภ α
(http://mena937.spaces.live.com/)
ALEX
(http://cid-a91e6cb86848c9e1.spaces.live.com/)

Este prémio vem homenagear o lindo Espaço.
 
Regulamento para quem recebe este prémio 
 
 1) Inserir o prémio no blog, inserindo o link da pessoa que o premiou.
2) Escolher 10 blogs merecedores de tal prémio e mostrar o seu link.
3) Avisar a pessoa premiada que recebeu o prémio.

A isso se chama amor

A Gratidão

O homem, por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrina.
 
Os olhos da cor do céu brilharam quando viu determinado objeto.
 
Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesas azuis. "é para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito?"
 
O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou: "quanto dinheiro você tem?"
 
Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse: "isto dá, não dá?"
 
Eram apenas algumas moedas, que ela exibia orgulhosa.
 
– Sabe, eu quero dar este colar azul para a minha irmã mais velha. Desde que morreu nossa mãe, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversário dela e tenho certeza que ela ficará feliz com o colar que é da cor dos seus olhos."
 
O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.
 
– Tome, leve com cuidado.
 
Ela saiu feliz, saltitando pela rua abaixo.
 
Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de longos cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis, adentrou a loja.
 
Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:
 
– Este colar foi comprado aqui?
 
– Sim, senhora.
 
– E quanto custou?
 
– Ah, falou o dono da loja, o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o freguês.
 
A moça continuou: "mas minha irmã tinha somente algumas moedas. O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo!"
 
O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e devolveu à jovem.
 
– Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar – disse ele.
 
– Ela deu tudo o que tinha.
 
O silêncio encheu a pequena loja, e duas lágrimas rolaram pelas faces jovens, enquanto suas mãos tomavam o embrulho e ela retornava ao lar, emocionada.
 
………………………
 
Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições. Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura.
 
E a gratidão é sempre a manifestação dos espíritos que têm riqueza de emoções e altruísmo.
 
Sê sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém.
 
Gratidão, como amor, é também dever que não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece.
 

A útima corda

Myspace Backgrounds


A Última Corda
Era uma vez um grande violinista chamado Paganini. Alguns diziam que
ele era muito estranho. Outros, que era sobrenatural. As notas mágicas
que saíam de seu violino tinham um som diferente, por isso ninguém
queria perder a oportunidade de ver seu espetáculo.
Numa certa noite, o palco de um auditório repleto de admiradores estava
preparado para recebê-lo. A orquestra entrou e foi aplaudida. O maestro
foi ovacionado. Mas quando a figura de Paganini surgiu, triunfante, o
público delirou. Paganini coloca seu violino no ombro e o que se
assiste a seguir é indescritível. Breves e semibreves, fusas e
semifusas, colcheias e semicolcheias parecem ter asas e voar com o
toque daqueles dedos encantados.
De repente, um som estranho interrompe o devaneio da platéia. Uma das
cordas do violino de Paganini arrebenta. O maestro parou. A orquestra
parou. O público parou.
Mas Paganini não parou.
Olhando para sua partitura, ele continua a tirar sons deliciosos de um
violino com problemas. O maestro e a orquestra, empolgados, voltam a
tocar. Mal o público se acalmou quando, de repente, um outro som
perturbador derruba a atenção dos assistentes. Uma outra corda do
violino de Paganini se rompe. O maestro parou de novo. A orquestra
parou de novo.
Paganini não parou.
Como se nada tivesse acontecido, ele esqueceu as dificuldades e
avançou, tirando sons do impossível. O maestro e a orquestra,
impressionados voltam a tocar. Mas o público não poderia imaginar o que
iria acontecer a seguir. Todas as pessoas, pasmas, gritaram OOHHH! Que
ecoou pela abobadilhada daquele auditório. Uma terceira corda do
violino de Paganini se quebra. O maestro pára. A orquestra pára. A
respiração do público pára.
Mas Paganini não pára.
Como se fosse um contorcionista musical, ele tira todos os sons da
única corda que sobrara daquele violino destruído. Nenhuma nota foi
esquecida. O maestro empolgado se anima. A orquestra se motiva. O
público parte do silêncio para a euforia, da inércia para o delírio.
Paganini atinge a glória.
Seu nome corre através do tempo. Ele não é apenas um violinista genial.
É o símbolo do profissional que continua diante do impossível

SENTIMENTO

Image du Blog valerian.centerblog.net

Tenho por você
um sentimento.
Que sentimento é esse?
Fita meus olhos…
Sinta meu coração…
Perceba minh’alma…
Assim o desvendará…
…O INEXPLICÁVEL!


Descobrirá…
Que é Intenso o suficiente
Para tornar meus olhos
Radiantes…
Meu coração
Pulsante
Meu corpo,
VIBRANTE..


O que sinto por você…
Que não apresenta limite
É Simbiótico em si mesmo
É Centelha divina
É Chama que aquece
É Luz que ilumina
É simplesmente
AMOR!!!